Servidores do TCMRJ participam do estudo Permanência Escolar na Pandemia

ATUALIZADA EM 25/11/2021

O Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro colaborou com o estudo "Permanência Escolar na Pandemia", publicado nesta quinta-feira (25/11), pelo Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa e Iede (Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional). Representando o TCMRJ, contribuíram com o trabalho o Inspetor Geral Marcus Vinícius Pinto da Silva e a auditora de controle externo Ketza Cardoso.

O projeto, que contempla informações de redes de ensino localizadas em 23 Estados e no Distrito Federal, teve a participação de 29 Tribunais de Contas, que atuaram na coleta e na validação das informações, obtidas junto a mais de 1,2 mil unidades escolares de todas as regiões do País. Isso permitiu construir um retrato da realidade brasileira em relação à participação e ao engajamento dos estudantes no período de pandemia, mais especificamente no primeiro semestre de 2021.

O levantamento evidenciou as desigualdades regionais, mostrando que nem todos os municípios tiveram as mesmas condições de monitorar os estudantes e assegurar que mantivessem o vínculo com a escola. A região Nordeste é a que apresentou o índice mais preocupante: são pelo menos 16% dos alunos do 9º ano, das redes municipais, em risco de evasão (a taxa média de participação na etapa foi de 84,4%). No 5º ano, 12% dos alunos não tiveram contato frequente com as escolas (taxa média de participação de 88%). Esses são os índices mais baixos dentre as cinco regiões do País.

Leia o estudo na íntegra.


Arquivos para download

Download - Permanência-Escolar-na-Pandemia.pdf ( 1000 Kbytes )