Tarifa da Transolímpica terá que ser explicada ao TCMRJ

ATUALIZADA EM 17/07/2019

A Secretaria de Infraestrutura, Urbanismo e Habitação terá que prestar informações ao TCMRJ sobre o preço dos pedágios que vêm sendo cobrados na Transolímpica. Assim foi a decisão da corte carioca que solicitou esclarecimentos sobre o contrato com a concessionária ViaRio - responsável pela administração da via - e, também, pela cobrança dos pedágios alvo dos questionamentos do Tribunal.

A decisão, proferida na última sessão do mês de junho (confira aqui a matéria) pelo conselheiro Felipe Galvão Puccioni, deu oportunidade à Secretaria para a apresentação de justificativas e, caso fique constatado o desequilíbrio nos valores do pedágio, a tarifa deverá ser imediatamente reduzida e o montante que tiver sido recebido a mais deverá ser devolvido aos cofres públicos.

Além disso, tanto o ex-Secretário de Infraestrutura, quanto o atual, foram citados para que possam explicar porque não enviaram os estudos que comprovem a cobrança do preço atual, que tanto onera o custo de vida dos cariocas que utilizam a via diariamente. Caso constatada omissão, os gestores poderão ser responsabilizados solidariamente.

Clique aqui e confira a reportagem da Globonews sobre a atuação do TCMRJ e a fala do conselheiro Felipe Puccioni sobre a via, que custou ao Município 2 bilhões de reais.

 

Tarifa da Transolímpica terá que ser explicada ao TCMRJ